quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Hoje a noite, eu só queria que o telefone tocasse, e na outra linha aquela voz que me acalma e ao mesmo tempo acelera os meus batimentos cardíacos falasse : Eu sinto muito a sua falta. Só isso, e eu ja poderia dormir quase sem dor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário